Agronegócios Destaques Rondonia

Primeiro Concau de Rondônia com inscrições disponíveis aos interessados

Os cacaueiros interessados em concorrer à primeira edição do Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Cacau (Concacau) de Rondônia já podem se inscrever para concorrer a R $ 23.100,00 em prêmios.

O prazo de inscrições para o concurso é 20 de agosto e a cerimônia de premiação está marcada para 5 de novembro de 2021. Os cacaueiros do estado de Rondônia que produzirem muito cacau (Theobroma cacao) durante a safra podem entrar no concurso em 2021.

O Concacau é um esforço cooperativo na cadeia produtiva do cacau liderado pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Rondônia (Sebrae), Emater, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Defesa Agrossilvipastoril de Defesa Sanitária Agência do Estado de Rondônia (Idaron), e Câmara Setorial do Cacau de Rondônia.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas online no site http://cacaumatasderondonia.com.br/, ou presencialmente na sede da Emater e por meio dos técnicos de campo do Senar em 52 municípios de Rondônia.

O participante deverá anexar cópia do Cadastro Geral (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), comprovantes de titularidade do imóvel e ficha de inscrição devidamente preenchida e assinada no ato da inscrição.

Para participar da Concacau, o produtor deve entregar uma amostra representativa do lote do produto participante, com volume de cinco quilos (kg) de cacau, acondicionada em embalagem devidamente lacrada em saco plástico transparente, rotulado com o nome completo do produtor, CPF , telefone de contato e município, conforme editado no edital.

Você também deve reter um lote de pelo menos 20 kg de cacau, homogêneo e semelhante à amostra inscrita neste concurso, em seu terreno ou em seu depósito. Durante a competição, a comissão organizadora realizará visitas para a conferência dos lotes de cacau a qualquer momento.

O participante será rejeitado se houver incompatibilidade entre a amostra cadastrada e o lote em estoque.

Todas as amostras cadastradas serão recebidas pela comissão organizadora e passarão por um processo de triagem, durante o qual serão codificadas, para avaliação da qualidade do cacau.

Após a codificação, as amostras serão submetidas à classificação física, que será realizada por técnicos de classificação em laboratório aprovado pela comissão organizadora. Amostras com umidade entre 6% e 8% e índice de falha menor ou igual a 3% serão categorizadas na fase seguinte.

As amostras previamente classificadas fisicamente serão entregues no Centro de Inovação do Cacau (CIC) em Ilhéus (BA) e serão submetidas a análises químicas, sensoriais e líquidas para determinação da qualidade do chocolate. Seguindo a técnica de classificação da ISO 2451: 2014, as cinco melhores amostras previamente classificadas nas fases sensorial e líquida serão processadas em chocolate.

A seguir, serão julgados por um Júri Externo composto por pelo menos três especialistas com conhecimentos na área técnica do cacau e chocolate, bem como por dois convidados escolhidos pela comissão organizadora do concurso.

Segundo Larissa Duarte, agrônoma da Seagri, serão premiados os candidatos que atenderem aos padrões do regulamento e apresentarem as melhores notas.

“Após a análise, os produtores que oferecerem as maiores pontuações de qualidade (avaliação sensorial, licor mundial e qualidade do chocolate), bem como as pontuações da avaliação de sustentabilidade, serão considerados os campeões de qualidade da Concacau”.

As seguintes recompensas serão entregues aos participantes: 1º lugar: R $ 10.000,00 (dez mil reais) em dinheiro; 2º lugar: R $ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) em crédito; 3º lugar: R $ 10.000,00 (dez mil reais) à vista; 4º lugar: R $ 10.000,00 (dez mil reais) à vista; 5º lugar: R $ 10.000,00 3º lugar: R $ 2.859,00 (dois mil oitocentos e cinquenta e nove reais) pulverizador; 4º lugar: R $ 2.600,00 em mudas clonais de cacau (dois mil e seiscentos reais).

A Concacau pretende identificar, premiar, promover e apoiar a melhoria da qualidade e sustentabilidade da produção de cacau em Rondônia, segundo o secretário da Seagri, Evandro Padovani.

“O Concacau vai agregar valor à produção, permitir que os produtores ganhem mais dinheiro e tenham acesso a melhores mercados, além de ser uma ferramenta de apoio ao desenvolvimento territorial. O governo de Rondônia está empenhado em retomar a cultura do cacau, substituindo mudas convencionais por clones de alto rendimento, com o objetivo de aumentar a produção nos próximos anos ”, afirmou.

A abertura das inscrições e apresentação dos regulamentos e prêmios acontecerá nesta quarta-feira (21), a partir das 18h, por meio de transmissão ao vivo nos canais oficiais Seagri e SBCS, além do Facebook e YouTube.

 

Fonte: Mixrondonia com informações de Assessoria.

Relacionados