Início Ariquemes Premiação nacional destaca Professora de Rondônia por trabalho sobre vulnerabilidade social

Premiação nacional destaca Professora de Rondônia por trabalho sobre vulnerabilidade social

Premiação nacional destaca Professora de Rondônia por trabalho sobre vulnerabilidade social
Premiação nacional destaca Professora de Rondônia por trabalho sobre vulnerabilidade social

“De repente, uma classe remota com uma pandemia … adormecemos e despertamos atuando como YouTuber.” É o relato da professora Drielly Santos de Souza, Centro Municipal de Educação Infantil Madre Teresa de Calcutá, em Ariquemes (RO).

Ela é uma das professoras brasileiras que ganhou o prêmio “Educação Infantil Boas Práticas de Professores Durante a Pandemia”. A educadora utilizou a história dos três porquinhos (adaptada à situação de Covid-19) para explicar a situação atual às crianças.

“Nesta adaptação, tive a ideia de usar lobos para explicar o coronavírus e os quartos das crianças (para fins de ensino), independentemente de serem feitos de madeira ou tijolos, grandes ou pequenos, esta é a sua melhor escolha”, explicou o professor Drielly.

Hábitos familiares adaptados para educação na pandemia

Segundo a professora, os hábitos de vida da família também mudaram. Pais e filhos precisam passar mais tempo participando das atividades escolares, e foi assim que Drielly encontrou várias famílias em estado de vulnerabilidade social.

A ideia na época era que cada criança gravasse um vídeo mostrando sua situação familiar e imagens, “Alguns pais me perguntaram em particular e disseram:“ Olha, eu quero ajudar essa criança, o que devemos fazer, vamos pensar algo anônimo.”, disse Drielly.

Professora relata o reencontro emocionante

A Venezuela Maria José está no Brasil há cerca de dois anos, é mãe de Angel Mathias, de 4 anos. Ela disse que tinha dificuldades com os filhos e com o marido porque ele estava desempregado e havia muito pouca comida em casa.

Maria disse: “O angel pegou o material na escola porque não tinha recursos para comprá-lo. Temos uma cesta básica e hoje está melhor”. A educação tornou-se unidade, e o reencontro com a professora trouxe amor e carinho para a família de Maria.

A mãe de Angel disse: “Nos sentimos como uma família. Eles cuidam de nosso filho como se fossem seus próprios.” A professora Drielly ficou comovida, ao ouvir o relato: “Quando estamos ocupados em um trabalho e não podemos imaginar a importância de ser professores. Como ela disse, finalmente os recebemos para fazer parte da família.”

Fonte: Mixrondonia com informações do G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui