Geral Rondonia

Desmontada fake news contra postos de combustíveis em fiscalização da ANP e IPEM

Desmontada fake news contra postos de combustíveis em fiscalização da ANP e IPEM

A Agência Nacional do Petróleo (ANP), em colaboração com o Instituto de Pesos e Medidas (Inmetro / Ipem) e o Procon, desmascarou com sucesso mais uma notícia falsa sobre o posto de combustível que circulou nas redes sociais ao longo da semana.

Trata-se do Auto Posto Renascer, na Zona Leste, no cruzamento das avenidas Mamoré e Raimundo Cantuária. Um indivíduo, já identificado pelos funcionários do posto, postou um vídeo nas redes sociais acusando o estabelecimento de adulterar a gasolina com a adição de água.

Não foi a primeira vez que o denunciante fez tal reclamação, que o dono do posto, Waldemir Rodrigues de Aguiar, atribuiu à “concorrência”. Ele acredita que o denunciante seria recompensado de alguma forma por produzir a notícia falsa.

“Como explicar o fato que apenas o combustível que estava armazenado no carro desta pessoa, havia sido adulterado? Sendo que nossa empresa recebe entre 1.500 e 2.000 carros por dia para abastecimento?”, o empresário se pergunta.

Fiscalização após divulgação nas redes sociais

Por causa do impacto das notícias falsas nas redes sociais, os três postos do empresário (Mamoré com Raimundo Cantuária, Calama com Guaporé e Lauro Sodré com Imigrantes) foram visitadas simultaneamente por equipes de fiscalização.

Agentes especializados no controle da ANP de fora do estado também foram trazidos para auxiliar no procedimento em Porto Velho.

O termo de fiscalização indicou ao final do trabalho, diz que “todas as bombas de abastecimento foram checadas externamente e todas estavam normais”. Eles concluíram que “todos os combustíveis comercializados estavam em conformidade depois que as análises de campo foram realizadas.”

Empresário faz demonstração diante das autoridades

Para justificar a impossibilidade de adicionar água à gasolina, o empresário demonstrou a dinâmica do combustível em um veículo. “No momento, os tanques de combustível dos carros têm formato côncavo na parte inferior, onde está o pescador (dispositivo que suga o combustível do motor)”, diz o empresário.

“Se houver algum tipo de adulteração, pode ter a certeza que o pescador só pode beber água, que não é afetada pelo combustível. Para cometer esse tipo de adulteração, é preciso ser muito malicioso ”, finaliza Barreto.

Waldemir Rodrigues, que atua no setor em Porto Velho há mais de 30 anos, acredita que seu maior patrimônio é a confiança que conquistou ao longo dos anos com os clientes.

“Após o ato de inspeção bastante completa e bem oportuna desses orgãos de inspeção, ficou claro sobre a lisura e confiabilidade de nossa empresa. Não podemos anunciar desta vez, mas se houver outra, haverá consequências. Nossos advogados foram avisados e autorizados a entrar com processos por difamação, calúnia e ferimentos. Na escuridão e no suposto anonimato das redes sociais, esses infratores da dignidade alheia não poderão mais se comportar impunemente ”, alertou.

Fonte: Mixrondonia com informações de Assessoria

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may also like

Read More