Autoridades divulgam “relatório” de prisão de pistoleiros e mandante de crime contra a vida de José Bento da Silva, o ‘Periquito’, em Tarilândia, RO

Vários policiais civis e militares foram designados para a tarefa de prender os mercadores da vida do empresário.

0

As autoridades de Rondônia, divulgaram logo após a ação que culminou na prisão de quatro pistoleiros entre eles, o mandante do assassinato contra a vida de José Bento da Silva, conhecido popularmente como ‘Periquito’.

Periquito trabalhava no ramo de agropecuária. Ele foi morto a tiros em 26 de abril, enquanto estava com esposa e amigos, num momento de confraternização, numa lanchonete da cidade. O “relatório” da polícia conta como tudo foi planejado para tirar a vida do empresário. O crime causou “comoção” na cidade.

Conforme a polícia, no dia 31 de maio de 2019, as equipes formadas pelos Policiais Civis lotados na 1° Delegacia de Polícia Civil de Jaru, na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Jaru e na 1° Delegacia de Polícia Civil de Machadinho D’Oeste, com o apoio dos Policiais Militares lotados no 8° Batalhão da Polícia Militar de Jaru, inclusive, da equipe de Patrulhamento Tático Móvel (PATAMO), realizaram o cumprimento de 04 (quatro) mandados de busca e apreensão, sendo 03 (três) na Zona Rural do Distrito de Tarilândia e 01 (um) na Zona Rural do Município de Machadinho D’Oeste, e 02 (dois) mandados de prisão temporária em desfavor de Walisson Gomes Ribeiro, também conhecido como “Borracha” ou “Borrachinha”, e Wanderley José de Souza, também conhecido como “Paulistão”.

Foi a partir daí, que todos os envolvidos no crime que tirou a vida do empresário foram presos. A vida do homem foi negociada por apenas R$ 5 mil, conforme relatório da polícia.

Houve cumprimento dos mandados de busca e apreensão e prisão temporária dos investigados Amarildo Rodrigues dos Reis Junior, também conhecido como “Junior” ou “Juninho” e Lucas Romelia Catarino Santos (vulgo “Preá”), ocorridos nos dias 23 e 24 de maio. Eles estão diretamente envolvidos na morte do empresário e são acusados do crime de homicídio qualificado, tipificado no artigo 121, § 2°, inciso I, do Código Penal.

Conforme a apuração da investigação, no dia 26 de abril de 2019, por volta das 21h00, Amarildo e Walisson, adentraram no estabelecimento comercial denominado “Bar do PT”, na rua Francisco Vieira de Souza, Centro, no Distrito de Tarilândia, e Amarildo disparou diversas vezes contra José Bento da Silva, o Periquito, matando-o na hora. Walisson conduzia a motocicleta usada no crime com placa adulterada com ‘fita isolante’.

No momento em que fugiam, o assassino que portava a pistola calibre .9mm, deixou cair o carregador, ficando sua impressão digital, o que levou a polícia até os criminosos. Amarildo Rodrigues dos Reis Junior, foi o primeiro a ser identificado, conforme a perícia da polícia técnica civil.

No relatório, a polícia ainda confirma que há indícios de que Wanderley José e Lucas, são suspeitos de terem contratado Amarildo e Walisson, que executaram Periquito. A arma e a motocicleta usada no crime, teriam sido fornecidas por Wanderley e Lucas.

Além da prisão dos acusados do crime de pistolagem, que teriam mercantilizado a vida de Periquito por R$ 5 mil e dividido o dinheiro, a polícia apreendeu também 05 (cinco) armas de fogo do tipo espingarda e porções de substâncias aparentemente entorpecentes, sendo lavrados os respectivos autos de prisão em flagrante.

No relatório a polícia ainda destaca que o trabalho apenas foi possível devido à imprescindível atuação de todos os órgãos incumbidos com a persecução criminal, notadamente à Coordenadoria Regional de Criminalística de Jaru e à Coordenadoria de Pericias Papiloscópicas, Necrópalpiloscópicas e Retrato Falado.

Conforme apurado até agora, o crime pode ter sido motivado por uma dívida de Paulistão com Periquito. Como a dívida era grande e estaria vencida há muito tempo, Paulistão teria sido motivado a encomendar a morte de Periquito. A polícia não confirma esta informação, por isso, ela está sendo tratada como hipótese, até ser confirmada.

COMENTÁRIOS PELO FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here