Restos mortais de Tainá Carina e do filho serão enterrados nesta sexta, 3, em Monte Negro

Velório iniciou na tarde de quinta-feira (2) em igreja evangélica do município e sepultamento está previsto para as 16h. Tainá estava desaparecida desde outubro de 2017.

0
Os restos mortais de Tainá Carina de Lima Mendonça e do filho que ela gestava serão enterrados na tarde desta sexta-feira (3) no Cemitério Municipal de Monte Negro (RO), no Vale do Jamari. O velório está sendo realizado em uma igreja evangélica localizada na Rua dos Buritis, próximo a BR-421.
Restos mortais de Tainá Carina e do filho estão sendo velados em igreja evangélica de Monte Negro (Foto: Rinaldo Moreira/G1)

Restos mortais de Tainá Carina e do filho estão sendo velados em igreja evangélica de Monte Negro (Foto: Rinaldo Moreira/G1).

Tainá estava grávida de oito meses e desapareceu no final de outubro de 2017, quando saiu da casa onde morava com a mãe para cobrar a pensão do ex-marido e exigir que ele assumisse a paternidade do filho que esperava.

Desde então, a Polícia Civil iniciou uma investigação de ampla complexidade até o encontro das ossadas pertencentes à jovem e ao filho dela, na Serra do Sapateiro, a cerca de 14 quilômetros de Monte Negro.

Segundo a família de Tainá, o velório iniciou na tarde da última quinta-feira (2) e acontece de forma aberta para toda população. A partir das 15h, um culto de despedida deve ser realizado na igreja.

O enterro está previsto para as 16h e após o sepultamento, os familiares e amigos da jovem realizarão uma passeata em homenagem a Tainá.

Entenda o caso

A Polícia Civil de Ariquemes (RO) confirmou na quinta-feira (2) que as duas ossadas encontradas na Serra do Sapateiro, em Monte Negro, no dia 7 de julho, eram da jovem e do filho que ela esperava. Os restos mortais foram encaminhados até Porto Velho e o resultado foi confirmado após os exames de DNA.

Para a Polícia Civil, por conta do difícil acesso até o local onde as ossadas foram encontradas, Tainá sofreu uma emboscada e foi assassinada de forma cruel e violenta. Os laudos feitos nos restos mortais revelaram a utilização de um instrumento corto contundente, que pode ser uma foice, facão ou machado.

A Polícia segue as investigações sobre o caso realizando diversas diligências para chegar ao autor do crime e sobre a paternidade do filho da jovem.

COMENTÁRIOS PELO FACEBOOK


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here