Campeão do mundo detona Messi na seleção: “Deveria se envergonhar”

Para o ex-atleta, o defeito de Messi também se repete nas partidas do Barcelona.

0
Argentina's Lionel Messi gestures during an international friendly football match between Russia and Argentina at the Luzhniki stadium in Moscow on November 11, 2017. / AFP PHOTO / Kirill KUDRYAVTSEV

A seleção argentina se encontra em situação delicada no Grupo D da Copa do Mundo da Rússia. Com um empate e uma derrota, os hermanos vão enfrentar a Nigéria na última rodada precisando da vitória para ir às oitavas de final. Com um futebol de pouca qualidade jogado pelo time comandado por Jorge Sampaoli, o ex-jogador e campeão mundial pela França, Emmanuel Petit, apontou o craque Lionel Messi como um dos responsáveis pelo baixo rendimento da equipe.

Em entrevista ao programa PaddyPower, o jogador, que conquistou a Copa em 1998, criticou a postura do camisa 10 em campo quando a Argentina se vê em apuros. “Foi vergonhoso ver-los, ver Messi caminhando com a cabeça baixa. Deveria envergonhar-se”, disparou o autor do terceiro gol dos Les Bleus sobre o Brasil no Mundial da França.

Petit ainda comparou Messi com Cristiano Ronaldo, afirmando que o português tem uma postura de liderança que falta no argentino. “Não sinto pena por ele. Quando as coisas não vão bem, sempre está cabisbaixo em campo, não mostra reação alguma. Ele não é um líder. Ele não é como Cristiano Ronaldo neste sentido. Messi é um dos melhores jogadores de todos os tempos, mas necessita mostrar outra mentalidade”, afirmou o francês.

Para o ex-atleta, o defeito de Messi também se repete nas partidas do Barcelona. Petit apontou qual seria a solução para o jogador eleito cinco vezes o melhor do mundo. “Precisa despertar! Quando as coisas vão bem com o Barça, é um jogador excelente. No entanto, já o vimos na Champions, quando as coisas não vão bem… desaparece em campo. Já não está. Deixa de correr. Caminha. Não se preocupa com a bola”, encerrou.

No torneio da Rússia, Messi ainda não conseguiu desencantar. A chance mais clara foi logo na estreia, no empate em 1 a 1 com a Islândia, quando o camisa 10 desperdiçou um pênalti que poderia dar a vitória para a seleção alviceleste.

 

COMENTÁRIOS PELO FACEBOOK


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here