Foragido é baleado e preso após tentar atacar vigilante de campus da Unir de Ariquemes durante furto

Tentativa de furto ocorreu na universidade na madrugada desta quarta-feira (4). Escola estadual teve câmeras furtadas dias antes, em Jaru (RO).

0

Um foragido da Justiça de 31 anos foi preso após tentar furtar objetos do campus de Ariquemes (RO) da Universidade Federal de Rondônia (Unir). A tentativa de furto ocorreu na madrugada desta quarta-feira (4). Ao ser visto pelo vigilante do campus, o suspeito tentou atacá-lo e um tiro foi disparado pelo servidor. Em Jaru (RO), estudantes de uma escola estadual quebraram e roubaram duas câmeras de segurança.

De acordo com o boletim de ocorrência, um servidor terceirizado que faz segurança no campus, no Setor Institucional, percebeu que dois homens tentavam furtar a universidade. Ao dar voz de parada, um deles foi em direção ao vigilante com uma faca.

O servidor fez um disparo para o alto com uma arma, mas o suspeito continuou caminhando em direção a ele com a faca. Com isso, o vigilante disparou um segundo tiro, atingindo a perna do homem.

Após a ação do vigilante, um dos suspeitos conseguiu fugir correndo e o outro, que estava baleado, bateu em uma vala de esgoto e foi imobilizado e detido pelo segurança até a chegada da Polícia Militar (PM).

Transformador estava sendo desmontado pela dupla para furtar as peças de cobre (Foto: Diêgo Holanda/G1)

Transformador estava sendo desmontado pela dupla para furtar as peças de cobre (Foto: Diêgo Holanda/G1)

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, socorreu o homem de 31 anos e o levou até o Hospital Regional de Ariquemes para receber cuidados médicos. Durante o registro da ocorrência, foi constatado que o suspeito ferido é um foragido do sistema prisional.

Os PMs descobriram que o transformador estava sendo desmontado pela dupla para furtar as peças de cobre. Uma bolsa com as ferramentas dos suspeitos também foi apreendida.

Vandalismo e roubo em Jaru

Uma escola estadual no Setor 4 de Jaru (RO), a cerca de 290 quilômetros de Porto Velho, teve duas câmeras quebradas e roubadas por estudantes da própria instituição. O caso ocorreu no dia 1º, mas foi registrado apenas nesta quarta (4). O reconhecimento dos suspeitos foi possível usando as imagens da câmera antes do ato de vandalismo. Se comprovada a participação deles, os menores devem responder pelo ato infracional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here