Taxímetros começam a funcionar em mais de 120 táxis de Ji-Paraná

Será cobrado R$ 6 de tarifa mínima e mais R$3 em bandeira 1 e R$ 4 na bandeira 2 por cada km rodado, além de R$ 25 por hora. Taxímetros obedecem Lei Federal de n° 12.468.

0

Os 122 táxis de Ji-Paraná (RO), na Região Central, estão autorizados a cobrarem corridas de passageiros através do valor mostrado pelo taxímetro. Segundo a Autarquia Municipal de Trânsito (AMT), a tarifa mínima custa R$ 6 e o passageiro vai pagar R$ 3 por quilômetro rodado em bandeira 1 ou R$ 4 em bandeira 2, além de R$ 25 por hora contratada.

Os aparelhos foram instalados durante o mês de junho e passaram por avaliações do Instituto de Pesos e Medidas (IPEM). Com a instalação dos aparelhos, a partir deste mês o passageiro tem a opção de exigir a cobrança pelo taxímetro.

Conforme o presidente da AMT, Paulo Moura, o passageiro poderá optar em pagar por meio do valor apontado no taxímetro ou negociar um valor fixo com o taxista.

“A lei obriga a instalação [dos taxímetros], mas não proíbe que haja uma negociação entre o passageiro e o proprietário do táxi ou motorista”, contou o presidente em entrevista a Rede Amazônica.

A instalação dos taxímetros na frota de táxis da cidade acontece em atendimento a Lei Federal 12.468, que obriga o uso do aparelho em municípios com mais de 50 mil habitantes.

COMENTÁRIOS PELO FACEBOOK


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here