Garota de 7 anos tem a genitária perfurada por um cano da CAERD quebrado, enquanto brincava em Ouro Preto do Oeste

Segundo consta no boletim policial, uma guarnição da Policia Militar foi acionada a comparecer na area da pediatria do Hospital Municipal, onde havia dado entrada uma garota de apenas 7 anos com um sangramento na região genital, que após o atendimento pelo médico plantonista( Sr. Luiz Tadeu)

0

Na manhã da ultima quinta feira(31), um grande acidente aconteceu na rua da Prata no Bairro Jardim Aeroporto II, em Ouro Preto do Oeste.

Segundo consta no boletim policial, uma guarnição da Policia Militar foi acionada a comparecer na area da pediatria do Hospital Municipal, onde havia dado entrada uma garota de apenas 7 anos com um sangramento na região genital, que após o atendimento pelo médico plantonista( Sr. Luiz Tadeu), o mesmo acionou a policia por suspeitar de abuso sexual da menina, tento em vista o sangramento e o rompimento do himem, onde permaneceu no hospital sobre cuidados médicos, os Policiais em contato com a Vó da criança( Sr. Maria Jesus dos Santos Lima de 63 anos), a mesma relatou  que a criança estava brincando próximo  a um cano quebrado da CAERD, e possivelmente a água teria ocasionado o ferimento, diante dos fatos a guarnição policial colheu os dados necessários apresentados pela idosa e uma testemunha que é vizinha e foi registrado um boletim de ocorrência referente aos fatos.

Já na manhã desta sexta feira(01), a nossa equipe do Site Noticias190, se deslocou até a residência da garota, onde fomos recebidos pela Avó da criança onde ela nos relatou toda a situação.

Relatos da Dona Maria Avó da Criança:

“Um cano da Caerd estava quebrado e a água estava jorrando pela rua, vários moradores estavam pegando água e levando para as suas residências, eu aproveitei peguei um balde e comecei a pegar água também e fui molhar a minha orta por que estava bem seca, momento em que as minhas duas netinhas chegaram da escola, momento em que elas começaram a brincar com a água, momentos depois meu genro chegou aqui em casa de bicicleta e me pediu para arrancar uns pés de mandioca, antes de eu e meu genro entramos para os fundos da residência, ele falou para as meninas pararem de mexer com água por que se não elas ficariam gripadas, após isso entramos, de repente a minha neta chegou dizendo que estava sentindo dores na ginetária e disse que tinha caído em sima do referido cano quebrado, rapidamente tirei a roupinha dela molhada, coloquei outra e acionei o Corpo de Bombeiros que prestou socorro a ela até o Hospital Municipal, já no hospital a minha neta estava usando fraldão, e estava sangrando muito, fiquei desesperada até achei que minha neta não iria sobreviver, em meio ao desespero, os policiais me chamaram no canto e disseram que os meus relatos ao medico eram mentirosos e que a menina teria sofrido abusos, mais eu falei, não sou mentirosa e tenho provas do que estou falando, logo após a minha pequena foi encaminhada para Porto Velho onde já não corre mais risco de vida.”

A nossa equipe também procurou o médico que atendeu a criança,  Sr. Luiz Tadeu, e ele nós relatou que a criança não sofreu abusos e que os ferimentos dela foi realmente causados pelo tombo dela sobre o cano de água, inclusive a nossa equipe encontrou o cano em que a criança caiu da mesma forma em que foi relatado os fatos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here